Fale conosco via WhatsApp

Quarta, 27 de janeiro de 2021
informe o texto
Menu

Easy Cuiabá 99,1 fm

NotíciasOpinião

PT e liberalismo econômico

PT e liberalismo econômico

05/07/2015 - 16:12

PT e liberalismo econômico

Em quatro eleições presidenciais, o discurso mais forte das candidaturas Lula e Dilma contra José Serra, Alckmin e Aécio Neves foi contra as privatizações ou concessões feitas no governo FHC. Se vê agora mudanças concretas do PT sobre esses assuntos. Publicou a imprensa, como primeiro caso, que a Petrobras pretende fazer a abertura de capital da BR-Distribuidora ou até mesmo “a venda de uma fatia da empresa a um parceiro estratégico”. A Petrobras pretende “vender ativos” entre 2015 e 2019 para levantar 57 bilhões de dólares. A BR-Distribuidora é que toma conta do transporte e venda de combustível. São mais de sete mil postos pelo Brasil. Pela compressão dos preços dos combustíveis, fala-se em perda de 80 bilhões de reais, mais os escândalos e perda de credibilidade no mercado, a empresa precisa de dinheiro para investimentos futuros. Vai passar uma fatia para a inciativa privada ganhar dinheiro, portanto. Quem ia fazer isso seriam os adversários políticos, dizia o PT. Mostrou a imprensa também que a Caixa Econômica vai levar à Bolsa a Caixa Seguridade, que toma conta dos seguros. Pretende levantar 7.5 bilhões de reais com essa movimentação junto ao mercado. Funcionários da Caixa, ressabiados com essa abertura, estão expondo faixas contra uma suposta privatização com os dizeres, “nem que a vaca tussa”. Usando a frase que a candidata Dilma usou na eleição para dizer que não mexeria em direitos trabalhistas e previdenciários. Deve ser aprovada no Senado uma proposta que retira a obrigatoriedade da Petrobras em ter 30% de todas concessões ganhas por empresas estrangerias no pré-sal. A Petrobras vai concordar, não tem dinheiro paras investir os 30% de sua cota em cada concessão. Aquela frase da candidata Dilma de que o pré-sal era “o bilhete premiado” pode ser também para a inciativa privada. Outra bandeira dos governos do PT deve sofrer alteração também. É o conteúdo nacional na fabricação de componentes, principalmente para sondas e plataformas petrolíferas, para exploração do pré-sal. Essas sondas e plataformas ficarão mais caras com componentes nacionais do que se comprá-los no mercado aberto internacional. Como a Petrobras tem o caixa curto não pode dar ao luxo de pagar mais por algo que pode pagar menos. Além de tudo que a empresa vem passando, tem ainda a queda no preço do barril de petróleo no mundo. Antes passava de cem dólares o barril, hoje deve estar perto dos 60 dólares. A presidente anunciou também um número grande de concessões para a iniciativa privada de portos, aeroportos, ferrovias e rodovias para os próximos anos. MT, como exemplo, se beneficiaria da concessão de Sinop para o Pará, de Rondonópolis para Goiás e da ferrovia Bioceânica. O discurso e pratica do PT deu uma guinada para o liberalismo econômico. O que encabula é a oposição não aproveitar para, como fez o PT por tantos anos, faturar politicamente com a nova situação.

Alfredo da Mota Menezes
Contato: e-mail: pox@terra.com.br ou pelo site: www.alfredomenezes.com

Fonte: alfredo da mota menezes

Centro América FM Cuiabá - Rua Marechal Deodoro, 504, Anexo 1, Santa Helena, Cuiabá - MT,
CEP 78005-100. Tel.: 65 3614-1888
Home
Sitevip Internet