Fale conosco via WhatsApp

Terça, 20 de abril de 2021
informe o texto
Menu

Easy Cuiabá 99,1 fm No Ar: Madrugada Centro América

Notícias

Sem restrições, Nova Zelândia realiza festival para mais de 120 mil pessoas

Sem restrições, Nova Zelândia realiza festival para mais de 120 mil pessoas

Foto: Reprodução / Facebook CubaDupa / Oliver Crawford

Sem restrições, Nova Zelândia realiza festival para mais de 120 mil pessoas

31/03/2021 - 08:35

No último final de semana, a Nova Zelândia sediou o maior festival ao vivo que aconteceu até agora após o início da pandemia do Coronavírus em Março de 2020.

O festival CubaDupa, que contou com mais de 120 mil pessoas, foi realizado sem qualquer medida de prevenção em relação à COVID-19, e isso aconteceu porque o país adotou uma quarentena rígida ao longo do último ano, erradicando a doença e garantindo seu retorno à vida “normal”.

O evento conhecido por ser o maior festival de rua gratuito da Nova Zelândia apresentou performances de dança, shows, desfiles, tecnologia e tradições culinárias, além de uma animada folia para todos que passaram pelo local.

Festival CubaDupa na Nova Zelândia

Sua programação deste ano contou com mais de 500 apresentações e mais de 1.750 artistas que passaram entre os dias 27 e 28 pelo Cuba Precinct, em Wellington. Sobre a satisfação de ter realizado o evento o diretor do festival, Gerry Paul, comentou (via MetalSucks):

A equipe e eu estamos muito animados! Nos sentimos muito sortudos por poder hospedar o festival mais diverso e criativo da Nova Zelândia, e o que sabemos ser o maior festival de música e artes do mundo atualmente. As ruas estavam bombando e vivas com cores, música e cheiros tentadores da festa de rua.

Se eu tivesse que descrevê-lo, diria que é como Mardi Gras (EUA), misturado com Notting Hill (Inglaterra), se encontrando com  os festivais anteriores de Laneways (Austrália, Nova Zelândia, Singapura). É o CubaDupa mais movimentado que já vimos e a atmosfera estava elétrica. Os artistas, público, fornecedores, vendedores – todos sorriam de orelha a orelha, dançando e desfilando pelas ruas.

O renomado bar de Heavy Metal, Valhalla, esteve entre os estabelecimentos que participaram do CubaDupa. O responsável pelo bar, Bel Muchin, falou anteriormente sobre sua expectativa para o festival.

Valhalla é um lugar onde todos podem ser [o que quiserem]. É o nosso oásis para a cultura do metal, onde todos os vikings, headbangers e mal ajustados na Nova Zelândia podem chamar de lar. Mal podemos esperar para mostrar ao festival CubaDupa e ao mundo os grooves mais pesados, os riffs mais selvagens e as batidas explosivas mais doentias que Wellington tem a oferecer. Significa tudo para nós que podemos fazer o que amamos e pelo que vivemos. Esperançosamente, o mundo pode voltar a fazer as coisas que ama, porque o metal nunca morre na Nova Zelândia.

Também no último sábado (27), a Espanha realizou um show com 5 mil pessoas utilizando máscaras para um teste do governo local. Na Austrália, shows com mais de 10 mil pessoas já estão sendo realizados normalmente, e recentemente o Midnight Oil tocou por lá.

Já o Brasil ainda vai esperar um bom tempo até que as apresentações ao vivo sejam liberadas, por enquanto, confira abaixo  alguns momentos do CubaDupa na Nova Zelândia.

Fonte: Tenho Mais Discos Que Amigos

Centro América FM Cuiabá - Rua Marechal Deodoro, 504, Anexo 1, Santa Helena, Cuiabá - MT,
CEP 78005-100. Tel.: 65 3614-1888
Home
Sitevip Internet