No ar: Manhã 103Ouvir

Conteúdo Exclusivo

Biografia

Caetano Veloso

Caetano Veloso

Caetano Emanuel Viana Teles Veloso (Santo Amaro da Purificação, Bahia, 7 de agosto de 1942), mais conhecido como Caetano Veloso, é um músico, produtor, arranjador e escritor brasileiro. Com uma carreira que já ultrapassa quatro décadas, Caetano construiu uma obra musical marcada pela releitura e renovação, considerada de grande valor intelectual e poético.

Ele é considerado um dos artistas brasileiros mais influentes desde a década de 60 e já foi chamado de "aedo pós-moderno". Em 2004, foi considerado um dos mais respeitados e produtivos músicos latino-americanos do mundo, tendo mais de cinqüenta discos disponíveis e canções em trilhas sonoras de filmes como Hable con Ella de Pedro Almodovar e Frida de Julie Taymor. Ao longo de sua carreira, também se converteu numa das personalidades mais polêmicas e com maior força de opinião nacional. É uma das figuras mais importantes da MPB, considerado internacionalmente um dos melhores compositores do século XX, sendo comparado a nomes como Bob Dylan, Bob Marley e John Lennon Paul McCartney.

Foi lançado no cenário musical nacional pela irmã, a já reconhecida cantora Maria Bethânia, que gravou uma canção da autoria no primeiro disco, Sol negro, um dueto com Gal Costa. Em 1965, lançou o primeiro compacto, com as canções Cavaleiro e Samba em Paz, ambas de sua autoria. O primeiro LP gravado, em parceria com Gal Costa, foi Domingo (1967), produzido por Dorival Caymmi, Domingo contou com uma sonoridade totalmente bossa-novista, e a ele pertence o primeiro êxito popular da carreira, a canção Coração vagabundo.



Mesmo não tendo sido um estrondoso sucesso, garantiu um bom reconhecimento à dupla e foi muito aclamado pelo meio musical da época, como Elis Regina, Sandra de Sá, o próprio Dorival Caymmi e Edu Lobo. A canção Um dia, no repertório deste, recebeu o prêmio de melhor letra no II Festival de Música Popular Brasileira.

No ano seguinte foi líder do movimento chamado Tropicalismo, que contribuiu para renovar o cenário musical brasileiro com o disco Tropicalia ou Panis et Circencis, uma parceria com vários músicos.



Desde o início da carreira, Veloso sempre demonstrou uma posição política contestadora, sendo até confundido como um militante de esquerda, ganhando por isso a inimizade do regime militar instituído no Brasil em 1964 e cujos governos perduraram até 1985. Por esse motivo, as canções foram frequentemente censuradas neste período, e algumas até banidas.

Como uma repulsa ao regime militar no Brasil, em 1968, Caetano compôs o hino É Proibido Proibir, o qual foi desclassificado e amplamente vaiado no III Festival Internacional da Canção. Em 27 de dezembro do mesmo ano, Veloso e o parceiro Gilberto Gil foram presos, acusados de terem desrespeitado o hino nacional e a bandeira brasileira. Foram levados para o quartel do Exército de Marechal Deodoro, no Rio, e tiveram suas cabeças raspadas. Ambos foram soltos em 19 de fevereiro de 1969.

Depois de solto, Caetano e Gilberto foram proibidos de dar declarações sobre esses dias, e assim ele e sua família se exilou em Londres. De lá fez e lançou o seu sexto disco, Caetano Veloso (1971), com canções compostas em inglês e endereçadas aos que ficaram no Brasil. O próximo álbum, Transa (1972) representou seu retorno ao país e seu experimento com compassos de reggae. Em 1976, uniu-se a Gal, Gil e Bethânia para formar o Doces Bárbaros, típico grupo hippie dos anos 70, lançando um disco homônimo.

Em seu primeiro show na volta ao Brasil, em 1972, Caetano encarava o público de brincos de argolas, tamancos, batom e tomara-que-caia. Caetano Veloso é a maior referência para o artista Ney Matogrosso - que mais tarde estrearia no grupo Secos & Molhados.

Em 1974, lançou, ao lado de Gil e Gal, o disco Temporada de verão, gravado no Teatro Castro Alves, em Salvador, com destaque para a regravação de Felicidade, de Lupicínio Rodrigues, e as inéditas De noite na cama (que seria regravada posteriormente por Marisa Monte e Erasmo Carlos, novamente obtendo êxito) e O conteúdo, ambas de sua autoria.

Na década de 80, apadrinhou e se inspirou nos grupos de rocks nacionais, aventurou-se na produções dos discos Outras Palavras, Cores, Nomes, Uns e Velô, e em 1986 participou de um programa de televisão com Chico Buarque. Na década de 90, escreveu Verdade Tropical (1997), e o disco Livro (1998) ganhou o Prêmio Grammy em 2000, na categoria World Music.

Com A Foreign Sound cantou clássicos norte-americanos e em 2006 lançou o álbum , fruto de sua experimentação com o rock e o underground. Unindo estes gêneros ao samba, Zii e Zie de 2009, fechou a parceria com a Banda Cê. O seu último álbum é Abraçaço, de 2012 e foi mais um sucesso de vendas.



Discografia

• Cavaleiro/Samba em Paz (1965)
• Domingo (1967) - com Gal Costa
• Caetano Veloso (1968)
• Tropicália (1969)
• Caetano Veloso (1969)
• Caetano Veloso (1971)
• Transa (1972)
• Barra 69 - Caetano e Gil ao Vivo (1972) - com Gilberto Gil
• Caetano e Chico Juntos e Ao Vivo (1972) - com Chico Buarque
• Araçá Azul (1973)
• Temporada de Verão - ao Vivo na Bahia (1974) - com Gilberto Gil e Gal Costa
• Jóia (1975)
• Qualquer Coisa (1975)
• Doces Bárbaros (1976) - ao vivo - com Gil, Bethânia e Gal
• Bicho (1977)
• Muitos Carnavais (1977)
• Muito - Dentro da Estrela Azulada (1978
• Maria Bethânia e Caetano Veloso ao Vivo (1978) - com Maria Bethânia
• Cinema Transcendental (1979)
• Outras Palavras (1981)
• Cores, Nomes (1982)
• Uns (1983)
• Velô (1984)
• Totalmente Demais (1986)
• Caetano Veloso (1986)
• Caetano Veloso (1987)
• Estrangeiro (1989)
• Sem Lenço Sem Documento - O Melhor de Caetano Veloso - The Best of Caetano Veloso (1990)
• Circuladô (1991)
• Circuladô ao Vivo (1992)
• Tropicália 2 (1993)
• Fina Estampa (1994)
• Fina Estampa ao Vivo (1995)
• Livro (1997)
• Prenda Minha - ao vivo (1998)
• Omaggio a Federico e Giulieta ao Vivo (1999)
• Noites do Norte (2000)
• A Bossa de Caetano (2000)
• Noites do Norte ao Vivo (2001)
• Eu Não Peço Desculpa (2002)
• A Foreign Sound (2004)
• Cê (2006)
• Cê ao vivo (2007)
• Roberto Carlos e Caetano Veloso e a música de Tom Jobim (2008) - Zii e Zie (2009)
• MTV Ao Vivo - Zii e Zie (2011)
• Caetano Veloso E Maria Gadú - Multishow Ao Vivo (2011)
• Abraçaço (2012)


  • Caetano Veloso
  • Caetano Veloso
  • Caetano Veloso
Centro América FM Cáceres - Rua dos Caçadores, 410. Bairro Cavalhada. Cáceres - MT, CEP 78200-000. Tel.: (65) 3211-5400.© 2017 - Centro América FM - Todos os direitos reservados
Sitevip Internet