Fale conosco via WhatsApp

Terça, 28 de setembro de 2021
informe o texto
Menu

Easy Cuiabá 99,1 fm No Ar: Madrugada Centro América

NotíciasOpinião

ZPE, Andes e Mercosul

ZPE, Andes e Mercosul

09/03/2017 - 10:20

     Foi feita a licitação e já se tem a empresa ganhadora para as obras da ZPE em Cáceres. Agora se abre prazo para contestação de algum perdedor. Depois volta para a Secretaria de Cidades para falar sobre o que foi contestado. Acredita-se que até o fim de março estaria tudo formalizado. É só dar ordem de serviço numa obra que vai provocar mudanças no setor industrial do estado.

     Agora já dá para o pessoal que trabalha na ZPE e mais gentes do governo botar uma pasta debaixo do braço e ir a outros lugares do Brasil falar sobre essa nova realidade. Ir, como exemplo, a Franca, lugar de indústrias de calçados, e mostrar os benefícios de fábricas virem para cá. Teria as isenções fiscais estaduais, municipais e federais de uma ZPE. Teria o couro na porta da empresa, podendo vender uma parte do calçado internamente e outra para exportar.

     Não se vai ter uma ZPE em Cáceres para levar o que foi industrializado para Santos ou Paranaguá para exportação. Ela está em Cáceres por causa de duas saídas que devem voltar à agenda estadual.

     Uma é pelos Andes. Ali se têm uns 150 milhões habitantes. Se a agroindústria da ZPE tiver 10% daquele mercado já seria uma população cinco vezes maior que a de MT. Não se vai levar soja em carretas pelos Andes, seria produto com valor agregado e que não teria dificuldade de transporte.

     Frente a essa nova situação, não seria o momento do governo do estado e mais empresários se aproximarem de Evo Morales? Pedro Taques poderia marcar uma conversa direta com ele. O Dante visitou dois presidentes da Bolívia. Naquele momento a ideia era levar soja pelos Andes para o Pacífico. Temos que reconhecer que não era o correto, agora serão bens industriais, também turismo e combater a droga.

     Com a ZPE não tem jeito de não ir conversar e saber o que o governo boliviano pensa da estrada entre San Matias e Santa Cruz. A CAF não disse que é só o Evo pedir que ela financiaria a obra? Saber também como andam as relações entre La Paz e o governo de Santa Cruz.

      O governador, com essas informações, poderia municiar Brasília e até sugerir um encontro do Temer com o Evo. Não esquecer que o acordo do gás termina em 2019. O BNDES poderia ajudar a financiar a rodovia junto com a CAF? Quem sabe MT poderia fazer esse meio de campo. Esses e outros assuntos não merecem uma conversa com o presidente da Bolívia?

      A ZPE está em Cáceres também por causa da hidrovia Paraguai-Paraná que passa nos países do Mercosul. Lugar para se vender bens da agroindústria com tarifas menores porque é uma integração econômica. Como está a questão do porto em Morrinhos? E o relatório da Universidade do Paraná sobre a hidrovia? A ZPE trará de volta toda essa discussão.
 

Fonte: Alfredo da Mota Menezes e-mail: pox@terra.com.br www.alfredomenezes.com

Centro América FM Cuiabá - Rua Marechal Deodoro, 504, Anexo 1, Santa Helena, Cuiabá - MT,
CEP 78005-100. Tel.: 65 3614-1888
Home
Sitevip Internet