Fale conosco via WhatsApp

Segunda, 26 de julho de 2021
informe o texto
Menu

Easy Cuiabá 99,1 fm No Ar: Classe Executiva

NotíciasOpinião

Cuiabá nasceu do rio

Cuiabá nasceu do rio

08/04/2021 - 11:14

  Cuiabá teria sobrevivido sem o rio que lhe empresta o nome? Uma pequena viagem no tempo. Pelo rio chegaram as pessoas na busca do ouro. O ouro logo se esgota. A maioria das pessoas foi embora. Os que ficaram tinham que sobreviver de alguma forma. O rio será a salvação.

         É por ele que chegava, como exemplo, o sal. É perto dele que se planta alguma comida como arroz e mandioca. Plantava-se fumo também, para consumo e exportação. Ele ainda dava o peixe.

         Mais tarde surgem as usinas de açúcar, como Aricá, Itaicy, Flecha, Conceição nas terras ao longo do rio. Em suas margens estavam os saladeiros, lugares para matar gado e salgar a carne para exportação. 

             Foi dali que veio a música, a comida regional e ainda a atuação e mando na política. O linguajar cuiabano é fruto da vida ribeirinha também. A cultura local, na soma de tudo isso, cresce às margens do rio que dá nome à cidade.

      Dizem que a música teve influência do Paraguai. Que os ritmos dali chegaram pelo rio e aqui se mesclam com os que existiam, criando o que se tem hoje na música folclórica e não folclórica.

          Qual tipo de comida os restaurantes típicos da cidade servem hoje? O peixe, em suas variadas formas de fazer, é resultado do que cercava esse rio.

         Na política, por muito tempo, vão mandar os usineiros do Rio Abaixo (expressão que mostra a força do rio nas coisas daqui). Os donos de usina tinham poder econômico e entram na política.  Lutas e mortes houve no controle da política por gentes que habitavam as margens desse rio.

          Foi pelo rio que chegou a cólera no período da Guerra do Paraguai. Não foi uma coisa boa, mas é que ela acaba fazendo que se modificassem os hábitos de saneamento de Cuiabá.

         A própria arquitetura da cidade modificou-se e isso ajuda a alterar costumes e a sanear a cidade. Os casarões foram ampliados, com janelas maiores, diminuíram os becos. Deu-se uma nova cara à cidade.

       Tem muitos objetos nesta cidade ainda hoje, como portas, portões, pontes, coretos que vieram do exterior pelo rio. Companhias de danças da Europa, usando o rio, chegaram se apresentar aqui.

         A ligação de Cuiabá, por causa do rio, era mais forte com os países da Bacia do Prata do que com outros locais do Brasil. Por causa do rio, surgem as casas comerciais que trabalham com exportação e importação de produtos.

          Elas funcionavam como bancos, emprestavam dinheiro para se produzir bens que seriam exportados. Pode-se afirmar que as fontes de rendas principais desta cidade estavam conectadas com o rio Cuiabá.

           Quais são os traços hoje que mais identificam Cuiabá? A música, a comida, o linguajar, a dança e a arquitetura. Tudo teve como base o rio. A vida da cidade se ligava e fluía do rio. Dali é que saiu a cara desta cidade.

         Sem ele, pode-se dizer que Cuiabá não teria sobrevivido depois que o ouro esgotou.  

 

Fonte: Alfredo da Mota Menezes e-mail: pox@terra.com.

Centro América FM Cuiabá - Rua Marechal Deodoro, 504, Anexo 1, Santa Helena, Cuiabá - MT,
CEP 78005-100. Tel.: 65 3614-1888
Home
Sitevip Internet