Fale conosco via WhatsApp

Segunda, 6 de dezembro de 2021
informe o texto
Menu

Easy Cuiabá 99,1 fm No Ar: Classe Executiva

NotíciasOpinião

Coronavírus pelo mundo

Coronavírus pelo mundo

05/11/2020 - 11:06

            A região no mundo que mais tem chamado atenção sobre a covid 19 é a África. Sempre se acreditou que ali, cedo ou tarde, a doença se espalharia pelo continente todo e que, por diferentes fatores, ocorreriam muitas mortes.

            A África, com seus 54 países, tem 1.2 bilhões de habitantes. Teve, em toda área, algo como 1.5 milhões de infectados, no Brasil, que tem 210 milhões de habitantes, são mais de 5.5 milhões. Lá foram 125 casos por cada 100 mil habitantes, no Brasil 2.250 por cada 100 mil habitantes.

           Mortes na África inteira ficou, até agora, em 36 mil. Igual a São Paulo que tem 46 milhões de habitantes e lá 1.2 bilhões. Mortes no Brasil foram 67 por cada 100 mil habitantes, na África três mortes por cada 100 mil.

            Não encontraram ainda uma resposta para esse fenômeno. Tem ilações. Uma seria que ali, por ter outras doenças, como ebola e cólera, o organismo das pessoas adquiriu algum tipo de imunidade.

            Outra hipótese seria que a região, por ter no passado outras doenças, teria um sistema de saúde para esse tipo de enfretamento. Ou ainda que o continente tenha muitos jovens e que isso teria ajudado também. Hipóteses, nada mais.

           Na Nova Zelândia, com quase cinco milhões de habitantes, se teve 1.959 infectados e 25 mortes. Tudo está funcionando normalmente, incluindo a economia. No Uruguai, vizinho nosso, com a mesma população de MT, teve 3.124 infectados e 58 mortes. Aqui, até agora, tem mais de 144 mil infectados e acima de 3.860 mortes.

            Na Índia seriam 8.2 milhões de infectados, com 122 mil mortos, numa população de 1.2 bilhões de habitantes. Nos EUA, com 310 milhões de habitantes, 9.2 milhões infectados e 230 mil mortes. Os casos que mais chamam a atenção são os do Brasil e EUA.

            A Europa vive uma segunda onda de infecções e mortes pelo coronavírus. Começam a fechar tudo novamente. Enquanto na China abriram tudo e a economia voltou a crescer. Wuhan, lugar onde começou a doença, recebe hoje milhões de turistas.

           Ao se buscar os motivos que levam a China a esse ponto, bem diferente da Europa, mostram que lá o governo decretou, no início da pandemia, quarentena total e a população obedeceu. Conseguiram controlar mais a doença.

           Mas a Europa, depois do início complicado, decretou fechamento e regras rígidas para o enfrentamento da doença. Por que na China deu certo e não na Europa? Não somente a China, também outros países asiáticos, como a Coréia do Sul, dão exemplos de controle da doença. Bem diferente da Europa.

            No Brasil a doença faz ainda estragos. E, ao invés de criarmos meios para seu controle, os dirigentes ficam culpando um lado ou outro. Ou se compra ou não a vacina, ou ainda se é ou não obrigatória tomá-la. Que até mesmo a culpa foi do STF ao delegar aos governos e prefeitos o enfretamento inicial. Discussão de grêmio estudantil em plena pandemia.

Fonte: Alfredo da Mota Menezes e-mail: pox@terra.com.br site: www.alfredomenezes.com

Centro América FM Cuiabá - Rua Marechal Deodoro, 504, Anexo 1, Santa Helena, Cuiabá - MT,
CEP 78005-100. Tel.: 65 3614-1888
Home
Sitevip Internet